Pular para o conteúdo
Categorias:

O que são investimentos alternativos?

O que são investimentos alternativos?

Qual a  diferença entre investimentos alternativos e os tradicionais?

Entenda as diferenças.

Por que os investimentos alternativos estão ganhando popularidade?

Quais são os tipos de investimentos alternativos?

Como investir em ativos alternativos?

Quais informações preciso para investir com a SIIM Clube de Investimentos Alternativos?

Quais são os riscos ao investir em ativos alternativos?

Como o meu dinheiro é rentabilizado?

Quem pode investir em ativos reais?

Como aportar em investimentos alternativos?  

O que são investimentos alternativos?

Investimento alternativo é como chamamos o aporte feito em ativos reais, presentes na economia real: negócios de pequenas e médias empresas com “espaço” para crescimento.

 A palavra “alternativo”, segundo o dicionário, é um adjetivo que indica a possibilidade de escolha, de opção. Agora imagine que você possa escolher investir em empresas envolvidas em causas que você acredita, que comuniquem algo para você, empresas que sejam uma alternativa aos investimentos tradicionais.

Podemos dizer que economia real é aquela presente em nosso dia-a-dia, nas empresas das quais adquirimos bens e serviços, que ofertam empregos em nossa comunidade e geram PIB. A valorização dos ativos da economia real é intrínseco à natureza de suas atividades. Diferente do mercado financeiro tradicional  que movimenta ativos financeiros, também chamados de papéis.  

Os papéis são investimentos ofertados por meio das corretoras e bancos, enquanto investimentos alternativos, em plataformas exclusivas para este fim, como a SIIM Clube de Investimentos Alternativos.

Qual a diferença entre investimentos alternativos e os tradicionais?

A principal diferença entre os investimentos alternativos e os tradicionais é que os investimentos tradicionais estão presentes no mercado de investimentos. São representados por papéis ofertados na bolsa de valores, nos bancos ou em corretoras de acordo com sua classe. Também são conhecidos como ativos financeiros podendo ser classificados de forma simples como renda fixa e renda variável. 

Investimentos tradicionais não impulsionam a economia real. Nele, o investidor aporta e incentiva o mercado financeiro, nos bancos e corretoras.

São exemplos de investimentos tradicionais: CDBs, Títulos do Tesouro, Fundos e Ações, tendo seu rendimento atrelado a índices como CDI, SELIC, IPCA, ou pela bolsa de valores,

Já os investimentos alternativos são bens e direitos ligados à capacidade produtiva do mercado em que estão inseridos. O investidor financia ou torna-se sócio de um empreendimento e a rentabilidade do aporte está diretamente ligada à viabilidade do negócio, ao potencial da sociedade em consumir o seu produto/ serviço e na história do empresário. Desta forma, é possível tornar-se investidor de  setores como usinas de geração de energia, varejo, mercado imobiliário, agronegócio, precatórios e por aí vai. Os investimentos alternativos são oferecidos por meio de cotas fixas, e em troca o investidor tem direito aos juros ou juros + dividendos, dependendo da modalidade do projeto.

Entenda das diferenças básicas

ATIVOS ALTERNATIVOS REAISATIVOS TRADICIONAIS FINANCEIROS
Descorrelação com o mercado financeiro tradicionalCorrelação com o Mercado Financeiro
Diversidade de setores: imobiliário, agronegócio, energias renováveis e uma infinidade de possibilidadesDiversidade de classes de investimento: títulos, ações, certificados, fundos
Investimento por meio de operação simplesInvestimento por meio de operações de todos os níveis
Promove Impacto SocialSem impacto Social
Aportes em negócios e empreendimentosAportes no mercado financeiro
Rentabilidade atrativa acima da médiaA rentabilidade varia de acordo com a classe de ativos
Liquidez de médio e longo prazo, variando entre 12 e 36 meses, de acordo com a lâmina da oferta.Liquidez variável: curto, longo e médio prazo.
Network ativo e rede de contatos que possibilita trocas com o empreendedor e os demais investidores da comunidade.A comunicação é unilateral. Não há canal de comunicação entre as partes envolvidas.

Por que os investimentos alternativos estão ganhando popularidade?

Crescimento de 45% só em 2021 indica o amadurecimento da modalidade.

Você sabia que só no primeiro semestre de 2021 os investimentos alternativos receberam 45% mais aportes que em todo o ano de 2020? 

São investidores como você, que buscam a via de mão dupla da economia colaborativa, investir e estimular as pequenas e médias empresas que entregam bens e serviços, empregam pessoas. Empresas que, por estarem mais próximas da sociedade, devolvem suas conquistas para a comunidade num círculo virtuoso. 

No Brasil, até 2017, investir em negócios era possível apenas para investidores profissionais. O investidor comum passou todo este tempo tendo acesso apenas aos ativos tradicionais. 

Porém, a queda da rentabilidade da renda fixa e a aversão à volatilidade das ações, levou os investidores mais antenados a buscar novas possibilidades de diversificação. 

E não é difícil entender: junte num mesmo pacote uma rentabilidade atrativa (entre 17% e 27% a.a.), simplicidade para escolher o ativo, facilidade na utilização da plataforma, baixa volatilidade, possibilidade de virar sócio da empresa e conquistar os sonhados dividendos. Estas são apenas algumas das vantagens dos investimentos alternativos.

Os investimentos alternativos possuem grandes chances de entregar ao investidor retornos diferenciados pois possuem relação direta com a produtividade ascendente característica dos negócios em crescimento, isso sem contar com a descorrelação com os índices que balizam o mercado de investimentos tradicional. 

E esses retornos podem ser ainda maiores quando falamos de empresas que oferecem soluções disruptivas e escaláveis em seus negócios, como as startups. Desta forma, é possível investir com inteligência e segurança em diversos setores da economia real, tais como energia, agro, imóveis, ativos judiciais e por aí vai. 

Quais são os tipos de investimentos alternativos?

Existem duas modalidades de investimentos alternativos:

equity e dívida. 

Elas estabelecem a relação do investidor com a empresa aportada.

Na modalidade dívida, o investidor é financiador do projeto, é um formato análogo a um empréstimo. As garantias estão vinculadas aos bens da empresa e do empresário. Ao final do período do investimento, que varia entre 12 e 36 meses, o investidor recebe de volta todo o valor aportado somado aos juros.

Na modalidade equity, o investidor financia o projeto com direito aos juros + rentabilidade vinculada ao resultado da empresa.  Ao final do projeto existe a possibilidade do valor aportado ser convertido em ações da empresa, e desta forma conquistar seus dividendos. Enquanto isso, o investimento está protegido dos passivos da empresa.

Como investir em ativos alternativos?

Os investimentos alternativos estão disponíveis em plataformas digitais. São regulados pela  instrução da 588/2017 da CVM que autoriza a captação via crowdfunding de investimento no Brasil.

Acesse nossa plataforma 100% online SIIM.Club e encontre todas as informações sobre as ofertas em andamento em uma lâmina especialmente desenvolvida para você não depender de especialistas para a sua tomada de decisões. 

Na página da oferta você também encontrará um conjunto de documentos sobre o oferta, as FAQ –  Frequently Asked Questions,  além de um canal de contato para sanar eventuais dúvidas com nossa equipe. 

A SIIM é uma plataforma 100% digital, feita para democratizar os investimentos alternativos com facilidade e transparência.

Você poderá fazer as reservas de cotas e os aportes na oferta, que ficam disponíveis por um curto período, pois, uma vez que são poucas cotas disponíveis, a oferta encerra rapidamente. Todo o processo ocorre por meio do crowdfunding de investimento.

Crowdfunding de investimento é uma modalidade de investimento coletivo cuja captação de valores acontece por meio de cotas de igual valor ofertadas a investidores em busca de diversificação de ativos para sua carteira.

 A SIIM Clube de Investimentos Alternativos é uma plataforma 100% digital que conecta investidores e empreendedores numa relação virtuosa. Mais do que isto, somos uma fintech de investimentos que promove network, injeção de capital no mercado real por meio do crowdfunding de investimentos e devolve aos investidores rentabilidade atrativa numa experiência única.

Quais informações preciso para decidir investir com a SIIM Clube de Investimentos Alternativos?

Antes de decidir investir é importante que você esteja informado sobre o trio: rentabilidade, liquidez e volatilidade de cada projeto. 

Todos os projetos hospedados na SIIM Clube de Investimentos Alternativos possuem uma biblioteca completa de documentos para você conhecer a empresa, o negócio, o empresário e as possibilidades de expansão e crescimento deste mercado.

Mas, a fim de simplificar, há uma lâmina com o resumo destas informações com os dados mais importantes para facilitar a sua pesquisa. 

Nas lâminas de cada projeto você encontra um breve histórico da empresa, o detalhamento técnico financeiro para que você saiba onde, como e quando será utilizado o valor investido. Se na modalidade equity ou dívida, a periodicidade dos pagamentos, a expectativa de rentabilidade de cada projeto e sua liquidez.

Quais são os riscos ao investir em ativos alternativos?

Investir em ativos reais é financiar uma empresa, assim sendo, os riscos que o investidor corre são aqueles inerentes à atividade da empresa. 

Existe um risco mínimo de crédito, porém, a fim de mitigar tais riscos a escolha pelos projetos serem ofertados é criteriosa, passando pela análise da história pessoal dos empresários, principalmente, da sua capacidade de execução, além da saúde contábil e financeira da empresa e análise jurídica. 

A equipe SIIM Clube de Investimentos Alternativos realmente faz a lição de casa para amenizar os possíveis riscos. Não podemos afirmar que eles não existam, mas são analisados e mitigados com nossa equipe qualificada para isto.

É indicado ao investidor a leitura do material de apoio para conhecer mais sobre o mercado que está investindo. Vale lembrar que a liquidez está atrelada ao período do projeto. Por isso, não é recomendado usar a sua reserva de liquidez ou reserva de emergência, pois ela precisa de liquidez para cumprir sua função nas emergências.

Como o meu dinheiro é rentabilizado?

A rentabilidade do investimento é conquistada por meio dos resultados operacionais de cada projeto, é por isso que os ativos reais tem baixa correlação com os índices dos investimentos tradicionais. 

Os investimentos alternativos rentabilizam seu capital com retornos médios entre 17% a 27% a.a. de acordo com o mercado em que o negócio está inserido. 

Diferentemente dos investimentos no mercado financeiro, a rentabilidade do investimento alternativo está atrelado à evolução e desenvolvimento do mercado em que a empresa captadora está inserida. 

Para os investidores moderados e arrojados, investir na SIIM torna-se uma alternativa mais segura que investir em ações, sem deixar de ser tão atrativa quanto.

Quem pode investir em ativos reais?

Até 2017, investir na economia real só era possível para investidores profissionais e qualificados. A partir da instrução da 588/2017 da CVM –  Comissão de Valores Mobiliários, que regulamenta e autoriza a captação via crowdfunding de investimento, foi aberta a possibilidade para qualquer cidadão que possua CPF/CNPJ válido e conta corrente no Brasil. 

Como aportar em investimentos alternativos?  

Acompanhe os canais da SIIM Clube de Investimentos Alternativos:

Quando abrir uma oportunidade de investimento, baixe a lâmina com as informações do projeto e avalie o segmento, o prazo do projeto, a rentabilidade alvo, o mercado que o projeto está inserido, a história da empresa e do empresário e os possíveis riscos de mercado. 

Faça uma simulação de investimento

Abra a sua conta na SIIM.club em 2 minutos:

É fácil e rápido.

Quer saber mais sobre as vantagens em investir no mercado real? Siga o SIIM.club e fique por dentro dos próximos projetos da plataforma.